EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Duplo atentado em Istambul faz pelo menos 29 mortos

Duplo atentado em Istambul faz pelo menos 29 mortos
Direitos de autor 
De  Rodrigo Barbosa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Istambul voltou a ser palco de um atentado terrorista: pelo menos 29 pessoas morreram e outras 166 ficaram feridas em duas explosões no coração de Istambul.

PUBLICIDADE

Istambul voltou a ser palco de um atentado terrorista: pelo menos 29 pessoas morreram e outras 166 ficaram feridas em duas explosões no coração de Istambul.

Um carro armadilhado explodiu junto a uma viatura de transporte da polícia, às portas do estádio da equipa de futebol Besiktas, duas horas depois de um jogo. Uma segunda explosão, que o vice-primeiro-ministro turco atribuiu a um bombista suicida, teve lugar menos de um minuto depois no parque Macka, a curta distância do estádio.

Picture taken from the scene shows police helmet scattered #istanbul#Explosionpic.twitter.com/goNmNlKMFG

— Ezgi Basaran (@ezgibasaran) 10 December 2016

Para já o duplo atentado não foi reivindicado, mas Istambul foi visada, este ano, por vários ataques atribuídos a “jihadistas” do grupo extremista Estado Islâmico e aos rebeldes separatistas do Partido dos Trabalhadores do Curdistão. O ministro do Interior, que avançou o último balanço de vítimas, disse que a maioria dos mortos são polícias e que foram efetuadas dez detenções.

#İstanbul, #Turkey: Massive explosion near #VodafoneArena stadium in #Beşiktaş. Many ambulances in the area. #10December#İstanbulBlastpic.twitter.com/mma2CnS1Qv

— İstanbul Indymedia (@Istanbul_Indy) 10 December 2016

As explosões ocorreram num bairro turístico da parte europeia da capital financeira da Turquia, entre a emblemática praça Taksim e o palácio de Dolmabahçe. O presidente Recep Tayyip Erdogan afirmou que as explosões “tinham como objetivo causar o maior número possível de vítimas”.

Segundo meios de comunicação turcos, as autoridades efetuaram uma detonação controlada de uma terceira bomba, encontrada na mesma área.

Estados Unidos, NATO e vários líderes europeus, incluíndo o presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, condenaram os ataques e enviaram mensagem de solidariedade.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Principais ataques terroristas na Turquia

Líderes dos rivais regionais Grécia e Turquia reúnem-se para estreitar relações

Responsáveis da discoteca que ardeu em Istambul detidos para interrogatório