EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Ancara e Moscovo acreditam que os seguidores de Fethullah Gulen estão por trás do assassinato do embaixador russo

Ancara e Moscovo acreditam que os seguidores de Fethullah Gulen estão por trás do assassinato do embaixador russo
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um grupo de 18 investigadores russos foi enviado, esta terça-feira, para a Turquia para participar na investigação do homicídio do embaixador russo Andreï Karlov, em…

PUBLICIDADE

Um grupo de 18 investigadores russos foi enviado, esta terça-feira, para a Turquia para participar na investigação do homicídio do embaixador russo Andreï Karlov, em Ancara.

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Turquia disse ao secretário de Estado norte-americano, John Kerry, que Ancara e Moscovo acreditam que os seguidores do clérigo muçulmano Fethullah Gulen estão por trás do assassinato do embaixador russo.

Para o representante do clérigo Fethullah Gulen, Alp Aslandongan, as acusações contra os seguidores do clérigo são só uma forma de desviar a atenção dos investigadores das falhas de segurança: “este é um esforço desesperado, penso eu, em nome do governo turco, para desviar a atenção das falhas flagrantes da segurança em torno do incidente. Tendo em conta a relação entre Rússia e Turquia, a crise síria, nestas circunstâncias devia existir um forte esquema de segurança em torno dele. Acho que eles estão tentar desviar a atenção dos investigadores desses lapsos flagrantes.

As forças de segurança turcas já detiveram várias pessoas. O pai, a mãe e a irmã do assassino, Mevlüt Mert Altintas, foram detidos em Soke, cidade natal do atacante, situada no oeste da Turquia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Turquia ataca PKK no Curdistão iraquiano após atentado em Ancara

PKK reivindica atentado terrorista em Ancara

Erdogan fez o juramento de posse e deu início ao terceiro mandato como Presidente da Turquia