A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Temporal deixa seis milhões de chilenos sem água potável

Temporal deixa seis milhões de chilenos sem água potável
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Várias regiões do centro e norte do Chile enfrentam os efeitos de chuvas torrenciais, inabituais nesta época do ano, que já fizeram três mortos e deixaram perto de um milhão e meio de casas sem abastecimento da água potável.

A intempérie provocou inundações e deslizamentos de terras e há também 19 pessoas dadas como desaparecidas.

Uma das prioridades do governo é recuperar o fornecimento de água aos milhões de chilenos afetados.

O ministro do Interior, Mario Fernandez, precisou que se trata de “uma situação complexa, no que diz respeito ao abastecimento de água potável a 33 comunas de Santiago, que contam com cerca de seis milhões de habitantes”.

De momento, as autoridades não oferecem estimativa acerca de quando o serviço será restabelecido, mas a presidente Michelle Bachelet, que regressa hoje de férias à capital, garantiu que as equipas de emergência estão a fazer o máximo para recuperar o fornecimento de água e assistir as pessoas afetadas.

Entre as três vítimas mortais do temporal, encontra-se uma rapariga de 12 anos.