EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

ONU afirma que Síria é "uma enorme câmara de tortura"

ONU afirma que Síria é "uma enorme câmara de tortura"
Direitos de autor 
De  Euronews com Reuters, AFP, AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Síria tornou-se numa enorme câmara de tortura, um local de horror e injustiça absoluta, foi assim que o Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos descreveu a situação no país esta terça-feira

PUBLICIDADE

A Síria tornou-se numa enorme câmara de tortura, um local de horror e injustiça absoluta, foi assim que o Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos descreveu a situação no país esta terça-feira em Genebra no âmbito do Conselho da ONU para os Direitos Humanos.

Zeid Ra’ad al-Hussein apelou também à libertação de milhares de detidos sírios dizendo que qualquer acordo de paz teria que inclui estas questões.

“O apuramento de responsabilidades, o estabelecimento da verdade e respetivas indemnizações terão que ter lugar de forma a que o povo sírio se possa reconciliar e encontrar a paz. Isto não é negociável. As prisões permanecem uma questão central para muitos no país e que pode determinar o futuro de qualquer acordo político”, disse o alto funcionário da ONU.

O relatório classifica ainda como um crime de guerra o bombardeamento em 2016 pela aviação síria de uma fonte de água potável que alimentava a capital, Dâmasco, desmentindo acusações de que a oposição teria contaminado o local.

O encontro em Genebra foi marcado pela ausência da delegação do governo sírio. O representante da Rússia, o principal aliado, descreveu o evento como “um desperdício de tempo valioso”.

De recordar que esta terça-feira assinalam-se seis anos sobre o início do conflito sírio.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Israel ataca unidade de defesa aérea no sul da Síria com mísseis

Embaixador iraniano na Síria promete retaliação após alegado ataque israelita destruir consulado

Ataque israelita destrói consulado iraniano em Damasco e mata alta patente militar