Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Bolsas: A euforia após a vitória de Macron

Bolsas: A euforia após a vitória de Macron
Tamanho do texto Aa Aa

Dia de fortes ganhos nas bolsas europeias. Os investidores voltaram a assumir riscos após a vitória de Emmanuel Macron na primeira volta das presidenciais em França.

A praça de Milão lidera as subidas, com 4,8%. Seguiu-se Paris que ganhou 4,1% e atingiu máximos de janeiro de 2008.

Frankfurt progrediu 3,37% e Madrid 3,7%. Lisboa e Londres ficaram na casa dos dois por cento.

No meio da euforia, o analista do Oddo Seydler Bank, Oliver Roth, recomenda prudência: “Os mercados mostraram que não são um baluarte de sabedoria quando de trata de futuros desenvolvimentos. Vimos isso com Trump e com o Brexit. Por isso, recomendo cautela, porque o liberal centrista Macron, o candidato da continuidade, ainda não venceu as presidenciais”.

Para barrar a passagem à extrema-direita, a grande maioria dos políticos franceses apela ao voto em Emmanuel Macron contra Marine Le pen.

Neste contexto, destacam-se os ganhos do setor bancário, já que os investidores temiam um cenário que pudesse conduzir à saída da França do euro.

A moeda única registou uma forte subida e tocou máximos de cinco meses face ao dólar. Chega ao fim da sessão a valer 1,08 dólares.

Face à divisa japonesa, o euro progrediu 2%.