A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Grupo ligado à Al-Qaida rivindica atendado de São Petersburgo

Grupo ligado à Al-Qaida rivindica atendado de São Petersburgo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um grupo denominado Batalhão Imam Shamil assumiu a responsabilidade do atentado de 3 de abril, no metro de São Petersburgo, na Rússia.

Num comunicado, publicado pela agência de notícias da Mauritânia ANI, o grupo afirmava que o bombista suicida agiu sob sob instrução do líder da Al Qaida Ayman al-Zawahiri.

No comunicado a organização diz que o ataque foi uma vingança pela violência russa contra países muçulmanos, entre eles a Síria e a Líbia, mas também contra a república russa da Chechénia.

O grupo diz que este foi apenas o começo e que prepara outros atentados contra a Rússia.

O ataque, do início do mês, provocou a morte a 16 pessoas. Na altura foi encontrado um outro engenho explosivo, noutra estação de metro, mas que a polícia conseguiu desativar.