Papa Francisco "envergonhado" pela "mãe de todas as bombas"

Papa Francisco "envergonhado" pela "mãe de todas as bombas"
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Papa Francisco criticou a chamada “mãe de todas as bombas”, o explosivo mais potente do arsenal não-nuclear dos Estados Unidos, lançada no Afeganistão no último mês de…

PUBLICIDADE

O Papa Francisco criticou a chamada “mãe de todas as bombas”, o explosivo mais potente do arsenal não-nuclear dos Estados Unidos, lançada no Afeganistão no último mês de abril. Um vídeo mostra poder de destruição do engenho que matou 36 combatentes do grup Estado Islâmico. A declaração foi feita, sábado, num encontro com jovens no Vaticano, durante o qual o líder da Igreja Católica respondeu a perguntas sobre diversos assuntos.

“Fiquei envergonhado pelo nome de uma bomba, chamada “mãe de todas as bombas”. Mas a mãe dá a vida, e essa dá a morte, e chamamos mãe a esse artefato, o que está a acontecer?

Em momento algum o Sumo Pontífice mencionou os EUA, mas referia-se ao armamento conhecido pelo acrônimo “Maob”, que significa, em inglês, “Munição Maciça de Destruição Aérea” ou “Mãe de Todas as Bombas”. O explosivo foi lançado pela primeira vez em abril passado, na província de Nangarhar, no leste do Afeganistão, para atingir alvos do grupo terrorista Estado Islâmico (EI). Segundo o governo afegão, cerca de 80 jihadistas morreram no ataque.

Este poderá ser um dos temas a ser invocados durante o encontro, no próximo dia 24 de maio, entre o Papa e o presidente Donald Trump recebido no Vaticano, no que será o primeiro encontro entre os dois líderes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Trump vence primárias na Carolina do Sul. Nikki Haley promete manter-se na corrida

Guerra na Ucrânia: Kiev derruba um A-50, Moscovo ataca Odessa

Estados Unidos alertam para novo pacote de sanções "esmagadoras" contra a Rússia