ONU insiste na paz para o Iémen perante agravamento de fome e cólera

ONU insiste na paz para o Iémen perante agravamento de fome e cólera
De  Francisco Marques
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Enviado especial das Nações Unidas para o Iémen acusa partes em conflito de nem aceitarem negociar e subsecretário do organismo lembra que problema neste país árabe não é uma seca.

PUBLICIDADE

O enviado especial das Nações Unidas (ONU) para o Iémen diz ser urgente um acordo de paz devido à fome e à cólera que também estão já a dizimar este país árabe.

Perante o Conselho de Segurança da ONU, Ismael Ould Cheikh Ahmed acusou as partes em conflito de nem sequer aceitarem negociar as necessárias concessões em nome da paz.

Também o subsecretário da ONU para os Assuntos Humanitários reforçou o alerta, afirmando que “a crise não está a caminho nem a avolumar-se no Iémen, a crise já está bem à frente de todos e são as pessoas comuns quem está a pagar o preço.”

“O pior é a ameaça da fome provocada e agravada pelo conflito. O Iémen não está a sofrer uma seca. Se não houvesse um conflito não haveria fome, miséria, doenças nem morte no Iémen”, considerou Stephen O’Brien.

My full remarks to the UNSC on #Yemen today – we can end one of the world’s great humanitarian tragedies: https://t.co/Udh1whaZHwpic.twitter.com/bgqE84IjyX

— Stephen O’Brien (@UNReliefChief) 30 de maio de 2017

No discurso perante o Conselho de Segurança, o subsecretário da ONU descreveu esta como a maior crise alimentar do mundo com “mais de 17 milhões de pessoas” subnutridas — “quase sete milhões destas a um pequeno passo da fome”, sublinhou.

Em guerra há pouco mais de dois anos, o Iémen está também a sofrer um surto de cólera. Mais de 50 mil casos foram registados apenas desde abril e outros 150.000 casos estão projetados para surgir nos próximos seis meses.

Reluctance of parties to embrace concessions needed for peace, or even discuss them, remains troubling – UN</a> envoy <a href="https://t.co/7QWUdp994R">https://t.co/7QWUdp994R</a></p>— UN News Centre (UN_News_Centre) 30 de maio de 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Vice-diretor do Programa Alimentar Mundial sobre Gaza: "Fome generalizada ao virar da esquina"

Israel acusa Hamas de violar trégua e inicia segunda fase da guerra

Não é a fome que preocupa os habitantes de Gaza, é a sede, alerta responsável da ONU