"Rasputina" sul-coreana alvo de primeira condenação

"Rasputina" sul-coreana alvo de primeira condenação
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A antiga confidente da ex-presidente sul-coreana foi condenada, esta sexta-feira, a três anos de prisão.

PUBLICIDADE

A antiga confidente da ex-presidente sul-coreana foi condenada, esta sexta-feira, a três anos de prisão por subornar funcionários de uma universidade para garantir a admissão em 2014 da sua filha, no estabelecimento de ensino. Este é apenas o primeiro processo contra aquela que ficou conhecida por “Rasputina”, e que levou à destituição da chefe de Estado.

Choi Soon-Sil, poderá ver a pena aumentada em dezenas de anos se for considerada culpada de todas as acusações de que é alvo. O ex-reitor da universidade em questão foi condenado a dois anos de prisão, um funcionário do estabelecimento de ensino a 18 meses e um professor a pena suspensa.

A destituição de Park Geun-hye, a antiga presidente, foi confirmada em março, o que resultou no levantamento da sua imunidade. Foi entretanto detida e vai responder em tribunal por corrupção e abuso de poder.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Líder do principal partido da oposição da Coreia do Sul esfaqueado no pescoço

Europol identificou as 821 redes criminosas mais perigosas da Europa

Fu Bao, o panda gigante nascido na Coreia do Sul, chegou à China de avião