Donald Trump Jr. diz que reunião com advogada russa foi irrelevante

Donald Trump Jr. diz que reunião com advogada russa foi irrelevante
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O filho mais velho de Trump informou, através da rede social _Twitter_, que lhe tinham prometido entregar informações lesivas sobre Hillary Clinton, a rival do pai na corrida à Casa Branca.

PUBLICIDADE

Donald Trump Jr., filho do atual presidente dos Estados Unidos da América reconheceu ter-se reunido com uma advogada russa, durante a campanha presidencial do ano passado.

O filho mais velho de Trump informou, através da rede social Twitter, que lhe tinham prometido entregar informações lesivas sobre Hillary Clinton, a rival do pai na corrida à Casa Branca.

Obviously I’m the first person on a campaign to ever take a meeting to hear info about an opponent… went nowhere but had to listen. https://t.co/ccUjL1KDEa

— Donald Trump Jr. (@DonaldJTrumpJr) July 10, 2017

O jovem empresário reforçou que a reunião foi improdutiva e que acabaram por falar sobre adoções, visto que a administração de Barack Obama tinha proibido a adoção de crianças russas por casais norte-americanos.

No inconsistency in statements, meeting ended up being primarily about adoptions. In response to further Q’s I simply provided more details. https://t.co/FdT1D4hfhz

— Donald Trump Jr. (@DonaldJTrumpJr) July 10, 2017

A notícia foi avançada pelo jornal “The New York Times”, no domingo, e citava três conselheiros da Casa Branca e duas outras fontes, todos sob anonimato.

What we know about the meeting between Donald Trump Jr. and a Russian lawyer https://t.co/SdajcmG8B6

— The New York Times (@nytimes) July 10, 2017

No encontro com a advogada Natalia Veselnitskaya estiveram também o diretor de campanha de Donald Trump, Paul Manafort, e o genro do agora residente da Casa Branca, Jared Kushner.

Esta é mais uma peça na investigação que as autoridades norte-americanas estão a realizar sobre a alegada ingerência russa nas eleições presidenciais de 2016, nos Estados Unidos da América.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Trump vence primárias na Carolina do Sul. Nikki Haley promete manter-se na corrida

Trump compara problemas legais à perseguição feita ao opositor russo Alexei Navalny

Juiz condena Trump a pagar 355 milhões de dólares por ter mentido sobre a sua fortuna