A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Cristiano Ronaldo: "Se não me chamasse Cristiano Ronaldo, não estaria aqui"

Cristiano Ronaldo: "Se não me chamasse Cristiano Ronaldo, não estaria aqui"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

“Se não me chamasse Cristiano Ronaldo, não estaria aqui”. De acordo com os meios de comunicação espanhóis, a frase foi dita pelo avançado português ao juiz do tribunal de Pozuelo de Alarcón, em Madrid, onde esteve a ser ouvido, ao longo de hora e meia. Não foi visto nem a entrar, nem a sair do edifício.

No final, apenas um porta-voz da sociedade de advogados que o representa, explicou que o futebolista já estava em casa.
Num comunicado, divulgado pelo jornal a Marca, .

O futebolista terá respondido a todas as questões, reafirmou que declarou tudo o que devia ao fisco espanhol e que tem assessores fiscais responsáveis pela gestão dos direitos de imagem, retirando qualquer responsabilidade ao empresário Jorge Mendes.

O avançado do Real Madrid está a ser acusado num caso de alegada fraude fiscal avaliada em 14,7 milhões de euros.
De acordo com os meios de comunicação espanhóis, a audição terá decorrido num ambiente tenso.