Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Chamas voltam a ameaçar casas em Portugal

Chamas voltam a ameaçar casas em Portugal
Tamanho do texto Aa Aa

As chamas voltaram a ameaçar habitações, em Portugal.

Na madrugada de quinta-feira as labaredas não davam descanso a bombeiros e civis em Paredes, no distrito de Vila Real. O incêndio lavra desde quarta-feira à tarde e reduziu a cinzas parte da Serra do Alvão.

Há registo de seis feridos, cinco bombeiros e um civil. Todos com ferimentos ligeiros por inalação de fumo, quedas ou queimaduras ligeiras.

Mais de quatro centenas de operacionais, apoiados por mais de 130 meios terrestres e aéreos tentam debelar o fogo, que chegou a ter três frentes ativas.

Mais a sul, a Autoestrada do Norte teve de ser cortada ao trânsito nos dois sentidos, ao início da tarde, entre os nós de acesso a Coimbra Norte e à Mealhada, devido a um incêndio florestal que deflagrou na zona de Barcouço.


Em Abrantes, as chamas já destruíram uma casa desabitada e um armazém agrícola. Ao início da tarde desta quinta-feira, as labaredas chegaram a ameaçar as habitações de Aldeia do Mato, apesar dos esforços de mais de meio milhar de bombeiros e de mais de 160 meios terrestres e aéreos.

Devido ao agravamento das condições meteorológicas, com tempo muito seco e vento de leste, a Proteção Civil colocou, até sexta-feira, todos os distritos de Portugal Continental em alerta laranja, o segundo mais grave, devido a riscos de incêndios.