Ataque informático contra diplomacia italiana visou também Representante na UE

Ataque informático contra diplomacia italiana visou também Representante na UE
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ataques decorreram entre 2013 e 2016 e foram mais intensos quando se discutia questões relacionadas com o Irão, a Ucrânia e as sanções contra Moscovo.

PUBLICIDADE

A diplomacia italiana foi alvo de um ataque informático e as suspeitas recaem sobre a Rússia.

A informação é conhecida há alguns meses mas o jornal italiano “La Repubblica” revela agora que além do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Itália, o ataque informático visou também a Representação Italiana junto da União Europeia.

Segundo a mesma fonte, os ataques decorreram entre 2013 e 2016 e foram mais intensos quando se discutia questões relacionadas com o Irão, a Ucrânia e as sanções contra Moscovo.

A tarefa dos piratas foi facilitada pelo facto de o sistema informático da diplomacia italiana ter quinze anos e de já não ser atualizado há dois anos.

Há suspeitas de que a Rússia leva a cabo uma série de ciberataques contra a Nato e contra vários países europeus para enfraquecer os respetivos governos.

A procuradoria de Roma está a investigar o caso.

Nos Estados Unidos, os serviços secretos acusaram a Rússia de interferir nas eleições a favor de Donald Trump.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Salvini julgado por recusar desembarque de migrantes: "Orgulhoso do que fiz"

O que é que Meloni conseguiu fazer desde que tomou posse?

Agricultores espanhóis bloqueiam estradas e autoestradas com tratores, pneus e ramos de árvores