This content is not available in your region

Aluimentos na Serra Leoa podem ter morto mais de mil pessoas

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
euronews_icons_loading
Aluimentos na Serra Leoa podem ter morto mais de mil pessoas

Os deslizamentos de terras na Serra Leoa podem ter feito mais de mil mortos. Esta é já uma das maiores catástrofes de sempre no país.

Se o balanço oficial é de 312 mortos, a morgue central de Freetown fala em 400 vítimas confirmadas e a Cruz Vermelha diz que o número deve aumentar. A informação de que há pelo menos 600 desaparecidos partiu também da Cruz Vermelha. As equipas de socorro fazem o que podem para resgatar sobreviventes. Segundo o ministro do Interior, Paolo Conteh, o número total de desaparecidos pode ser superior aos 600 anunciados e chegar aos vários milhares. O aluimento, provocado por três dias de chuvas torrenciais, atingiu a capital, onde vive mais de um milhão de pessoas e há poucas infraestruturas.

O presidente Ernest Bai Koroma, que visitou a zona afetada, diz também que os meios não chegam para combater a catástrofe e apelou à ajuda internacional. A União Europeia, a Grã-Bretanha e Israel já prometeram ajuda.