Última hora

Serra Leoa enterra 400 vítimas das inundações e deslizamentos de terra

Serra Leoa enterra 400 vítimas das inundações e deslizamentos de terra
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As vítimas que sucumbiram a uma das piores catástrofes naturais na Serra Leoa começaram a ser enterradas.

As cerca de 400 campas escavadas na terra vermelha e alinhadas em Waterloo não serão suficientes para os corpos que as inundações e deslizamentos de terra em Freetown, a capital do país, fizeram no início da semana: o número de vítimas calcula-se que ascenda ao milhar, segundo a Cruz Vermelha, com cerca de 600 desaparecidos.


À cerimónia fúnebre assistiram o presidente de Serra Leoa e a presidente da vizinha Libéria. Muitos dos mortos não foram identificados, pela urgência de fazer face a qualquer problema de saúde pública com origem nas centenas de cadáveres.

Residentes e especialistas criticam a ineficácia das autoridades face à desarborização maciça e urbanismo desenfreado como factores de ampliação da catástrofe.


A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.