Serra Leoa enterra 400 vítimas das inundações e deslizamentos de terra

Serra Leoa enterra 400 vítimas das inundações e deslizamentos de terra
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
PUBLICIDADE

As vítimas que sucumbiram a uma das piores catástrofes naturais na Serra Leoa começaram a ser enterradas.

As cerca de 400 campas escavadas na terra vermelha e alinhadas em Waterloo não serão suficientes para os corpos que as inundações e deslizamentos de terra em Freetown, a capital do país, fizeram no início da semana: o número de vítimas calcula-se que ascenda ao milhar, segundo a Cruz Vermelha, com cerca de 600 desaparecidos.

I join the people of #SierraLeone in mourning those lost in the recent mudslides. Read my full statement here: https://t.co/ik7LH7emeCpic.twitter.com/jHkTxkXVqr

— Kofi Annan (@KofiAnnan) August 17, 2017

À cerimónia fúnebre assistiram o presidente de Serra Leoa e a presidente da vizinha Libéria. Muitos dos mortos não foram identificados, pela urgência de fazer face a qualquer problema de saúde pública com origem nas centenas de cadáveres.

Residentes e especialistas criticam a ineficácia das autoridades face à desarborização maciça e urbanismo desenfreado como factores de ampliação da catástrofe.

Flooding in Freetown, Sierra Leone pic.twitter.com/2g6zEVdkbC

— Francis Reffell (@francisreffell) 14 de agosto de 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Pelo menos 92 mortos em explosão de camião cisterna

Salvos todos os trabalhadores presos em túnel na Índia

Aluimento de terra na Geórgia: 26 mortos e sete desaparecidos