Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Sobe o número de mortos nos ataques terroristas da Catalunha

Sobe o número de mortos nos ataques terroristas da Catalunha
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

17 de Agosto 2017, centro de Barcelona, pouco antes das 5 da tarde. Uma carrinha causa o pânico ao lançar-se sobre os transeuntes.

Dez dias depois sobe para 16 o número de vítimas do atentado reivindicado pelo auto denominado Estado islâmico com a morte de uma turista alemã de 51 anos que não resistiu ao atropelamento brutal nas Ramblas, segundo a proteção civil catalã.

O duplo atentado, em Barcelona e na estação balnear de Cambrils, no dia seguinte, feriu também 125 pessoas.


“No Tinc por”, a expressão catalã para “Não Tenho medo”, ecoou nas ruas de Barcelona através de quase meio milhão de pessoas este sábado.

O chefe do governo espanhol Mariano Rajoy esteve ao lado do presidente catalão Carles Puidgemont epela primeira vez para um rei, Filipe VI marcou presença na manifestação.

Mas a imagem de imagem dissolve-se nas acusações de Puidgemont ao governo central de estar a brincar à política com a segurança, ao não conceder financiamento extraordinário à polícia catalã e impedir o acesso da força à Europol.


Assobios ao monarca e cartazes contra a venda de armas por parte da família real também marcaram presença.