EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Crise diplomática deixa Meca com poucos peregrinos do Qatar

Crise diplomática deixa Meca com poucos peregrinos do Qatar
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
PUBLICIDADE

Este ano, são poucos os fiéis muçulmanos originários do Qatar a deslocarem-se a Meca para a grande peregrinação, uma consequência da crise diplomática entre o pequeno emirado e a Arábia Saudita.

Riade e os aliados romperam, no início de junho, as relações com Doha, acusando o Qatar de apoiar grupos extremistas.

Depois de ter fechado as fronteiras, a Arábia Saudita aliviou as medidas com a aproximação do Hajj, para permitir aos peregrinos cataris chegarem a Meca por via terrestre. Mas o número será certamente muito mais reduzido, em comparação com os 12.000 que efetuaram a viagem em 2016.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Requerentes de asilo em Dublin queixam-se de tratamento “desumano”por parte do Governo

Emmanuel Macron quer resposta política para os motins

Combates e tiros a avião da Turquia ameaçam cessar-fogo no Sudão