Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Legends of Space: A missão da Voyager

Legends of Space: A missão da Voyager
Tamanho do texto Aa Aa

“Legends of Space” faz uma retrospetiva dos melhores momentos da era espacial. Este mês, escolhemos apresentar a missão da Voyager, sondas que partiram da Terra há 40 anos e agora estão nas profundezas do espaço – onde jamais qualquer objeto artificial foi.

O cientista da ESA, Gerhard Schwehm, recorda o o conceito inicial: “alguém nos EUA teve esta ideia fantástica: ao selecionar a data de lançamento corretamente, com a mesma nave espacial, é possível visitar todos os planetas. Foi lançada em 1977 e foi até Júpiter, Saturno, Urano, e Neptuno.”

As duas sondas fizeram uma série de descobertas, como os vulcões ativos na lua Io de Jupiter e a natureza intrincada dos anéis de Saturno. Mesmo agora, a Voyager 2 é a única nave espacial a ter passado perto de Urano e Neptuno.

Jorge Vago, cientista do projeto ExoMars da ESA, lembra-se de ver as imagens da Voyager na década de 1980: “Os mundos eram incríveis. Saturno é super bonito, as tempestades e a atmosfera de Júpiter são incríveis. As luas – a Io com todo o vulcanismo e a Europa – branca com muita água.”

“As missões Voyager são um ótimo exemplo da dimensão do espaço. O fato de terem sido enviadas na década de 1970 e ainda existe o debate se terão saído do sistema solar ou não. É como diz o velho ditado: “O espaço é grande” e as missões da Voyager demonstram isso mesmo, porque ainda não saíram do nosso quintal”, conclui Matt Taylor do Projeto Rosetta da ESA.