A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Tufão Lan toca terra no leste do arquipélago nipónico

Tufão Lan toca terra no leste do arquipélago nipónico
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As chuvas torrenciais e os fortes ventos causados pelo tufão Lan no Japão levaram ao cancelamento de centenas de voos e ao encerramento de autoestradas à circulação, além de pelo menos dois mortos e quase 90 feridos.

Lan tocou terra no domingo, no leste do país, em Shizuoka, pelas 03:00 locais, com rajadas de vento de quase 200 quilómetros por hora.

Boa parte da ilha principal do país continuava, no início sa semana, em alerta vermelho pelas fortes chuvas e vento.

A Agência Metereologica do Japão, a JMA, alertou para a possibilidade de aluimentos de terras, aumento do caudal dos rios e ondulação forte.

Meia centena de localidades em Honshu emitiram ordens de evacuação e quase 200 recomendaram aos habitantes que se deslocassem, por precaução, para refúgios municipais.

Voos e serviço de comboios cancelados em todo o arquipélago

As duas principais companhias aéreas japonesas, a Japan Airlines (JAL) e a All Nippon Airways (ANA) cancelaram cerca de 170 voos domésticos e internacionais previstos para segunda-feira, que se juntam aos mais de 350 que não descolaram no domingo e afetaram cerca de 43.000 passageiros.

Também foi interrompido o serviço na linha Tokaido do comboio de alta velocidade, que liga Tóquio ao oeste do país, e foram cortados diferentes troços de autoestradas na ilha principal de Honshu.






Por sua vez, o maior fabricante japonês de veículos, a Toyota Motor Corporation, anunciou a suspensão das operações em fábricas de sete províncias, desde o oeste até à costa oriental.

A JMA disse esperar que o Lan, a deslocar-se em direção ao norte, venha a afetar nas próximas horas a parte oriental da ilha de Hokkaido à medida que enfraquece gradualmente.



Com Lusa