Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Barzani despede-se da presidência do Curdistão iraquiano

Barzani despede-se da presidência do Curdistão iraquiano
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente do Curdistão iraquiano anuncia uma retirada estratégica em pleno clima de tensão com Bagdade após o referendo independentista no território.

Massoud Barzani anunciou que vai abandonar o cargo no dia 1 de novembro, rejeitando voltar a prolongar o mandato que expirou em 2013, sem novas eleições desde então.

O primeiro presidente do território autónomo, desde a sua criação há 12 anos, anunciou, numa carta dirigida ao parlamento, que vai regressar às fileiras dos combatentes “Peshmerga” para, segundo ele, “prosseguir a luta pelos direitos do povo curdo e preservar as conquistas dos curdos”.

Um mês após a vitória do SIM na consulta independentista ter inflamado a tensão com Bagdade, levando à perda de territórios ocupados pelos curdos como Kirkuk (o pulmão económico do território), Barzani afirma, no entanto, que vai manter-se no cargo de líder do Alto Conselho Político criado para gerir o pós-referendo.

O poder do presidente deverá ser distribuído entre o primeiro-ministro, o parlamento e os órgãos judiciais até à convocação de novas eleições prevista para Julho.