Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Cuba muda política migratória

Cuba muda política migratória
Tamanho do texto Aa Aa

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Cuba anunciou, em Washington, uma série de mudanças na política migratória, a partir de 1 de janeiro próximo. Facilitar a entrada no país de pessoas radicadas noutros Estados e na obtenção da cidadania dos filhos de cubanos, nascidos no estrangeiro, são algumas delas. Trata-se de uma tentativa da ilha se abrir, face às tensões com os Estados Unidos:

“E por último, eliminar o registo para que os filhos de cubanos, residentes no exterior, que tenham nascido no estrangeiro, possam obter a cidadania cubana e ter os seus documentos de identidade. O governo dos EUA fecha-se, Cuba abre-se”, afirmou o chefe da Diplomacia cubana, Bruno Rodríguez.

A tensão entre os dois países tem vindo a aumentar. Os EUA ordenaram a partida de 15 funcionários da embaixada cubana em Washington, acusando Havana de falha na proteção dos diplomatas norte-americanos sujeitos, alegadamente, a misteriosos ataques sónicos. Cuba nega as acusações e fala em manipulação política “para prejudicar as relações bilaterais”.