Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Parada de 'Halloween' desafia terror em Nova Iorque

Parada de 'Halloween' desafia terror em Nova Iorque
Tamanho do texto Aa Aa

A festa do dia das bruxas tornou-se um ato de resistência em Nova Iorque. Depois do atentado desta noite, milhares de residentes da cidade decidiram desafiar os receios ao participarem na tradicional parada de Halloween, a apenas alguns quarteirões do local do ataque mortífero.

O evento decorreu sob medidas de segurança reforçadas e sem registo de novos incidentes.

“Não se deixem intimidar por estes canalhas, não se deixem intimidar”,afirma um participante. Outro, sublinha, “tenho pena das vítimas e não queria sair à rua, mas a vida continua. Temos que ver o que aconteceu com uma perspetiva positiva para podermos ultrapassar esta situação”. Um terceiro participante da parada, declara, “trata-se de uma reação positiva, nunca cancelámos este evento, é algo importante para distrair-nos do que se está a passar, para que possamos divertir-nos apesar da situação terrível”.

O presidente da Câmara de Nova Iorque, Bill de Blasio, condenou a ação, como “um ataque cobarde”. Nas redes sociais, o presidente Donald Trump defendeu a necessidade de reforçar o seu plano de restrição de entrada de estrangeiros de países considerados sensíveis, sucessivamente rejeitado pelos tribunais. O Uzbequistão, país natal do atacante, não fazia, no entanto, parte da lista “negra” proposta pela Casa Branca.