A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

O ano de 2017 poderia ser um dos três mais quentes desde que há registo

O ano de 2017 poderia ser um dos três mais quentes desde que há registo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As temperaturas registadas em todo o mundo durante o mês de outubro indicam que este ano 2017 poderia ser um dos três anos mais quentes desde que se registam temperaturas. Os dados são da Organização Meteorológica Mundial.

Em Portugal e Espanha, as altas temperaturas contribuíram para violentos fogos que deixaram dezenas de mortos. As chamas, empurradas pelos ventos e, no caso português, por causa de uma vegetação inadequada, reduziram a cinzas casas e culturas.


O furacão Ofélia passou pelo Atlântico norte e provocou cheias nos Açores. Foi o maior furacão na região desde que há registos.

Se outubro foi particularmente quente em várias regiões europeias e – norte do continente não foi exceção, a verdade é que, no leste e sudeste europeu, as temperaturas mantiveram-se ligeiramente abaixo da média.