Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Sucessor de Mugabe regressa ao Zimbabué

Sucessor de Mugabe regressa ao Zimbabué
Tamanho do texto Aa Aa

A euforia que se sucedeu à demissão de Robert Mugabe deu lugar à euforia pelo regresso ao Zimbuabé do homem que deverá assumir as rédeas do poder.

Mas não é sem controvérsia que Emmerson Mnangagwa, exilado na África do Sul depois de ter sido afastado pelas ambições presidenciais de Grace Mugabe, volta ao país, como salienta a jornalista da Africanews, Raziah Athman.

“A maior parte dos zimbabueanos procura uma nova liderança. Mas será que o Emmerson Mnangagwa representa uma nova liderança? Ele, que foi nomeado pelo Zanu-PF como presidente de transição, faz parte do partido há muito tempo, foi próximo de Mugabe e tem um passado obscuro. Mas um novo presidente traz a esperança de que os Estados Unidos e a União Europeia levantem as sanções. A maioria da população espera que o próximo líder leve o país para a frente”, explica.

Muitos relembram que o homem que tem a alcunha de “crocodilo”, herói da guerra da independência, ministro de Mugabe em várias ocasiões, estará intimamente ligado a um período em que dezenas de milhares de pessoas foram mortas e torturadas. Mas, nesta altura, é ainda o adeus a Robert que domina.