EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Ministro israelita demite-se por violação do Sabat

Ministro israelita demite-se por violação do Sabat
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Yaakov Litzman demite-se devido à realização de trabalhos de manutenção das vias ferroviárias nos sábados, algo proibido pela lei judaica.

PUBLICIDADE

A violação do Sabat leva à demissão de ministro ultraortodoxo e pode provocar uma crise política em Israel.

Yaakov Litzman, líder do partido ultraortodoxo na coligação governamental chefiada por Benjamin Netanyahu, demitiu-se este domingo. O ministro da saúde abandona a pasta devido à realização de trabalhos de manutenção das vias ferroviárias nos sábados, algo proibido pela lei judaica.

Segundo a AFP, o porta-voz do partido Judaísmo da Tora Unida garantiu que, “para já”, vai continuar a apoiar a coligação de Netanyahu que assegura 66 dos 120 assentos do Parlamento.

Analysis: Ultra-Orthodox Minister’s Resignation May Be the Beginning of the End of Netanyahu’s Governmenthttps://t.co/Emhm1t6vKW

— Haaretz.com (@haaretzcom) November 26, 2017

Na mira dos ultraortodoxos está, também, o serviço militar obrigatório, em Israel. Ao início da tarde deste domingo, dezenas de estudantes ultraconservadores protestaram, nas ruas de Jerusalém, exigindo a isenção para a comunidade ultraortodoxa.

Vários estudantes foram detidos pelas autoridades.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Primeiro-ministro israelita dissolve gabinete de guerra

Forças israelitas anunciam "pausa tática" nos combates para permitir a passagem de ajuda

Coluna de 120 carros faz manifestação pelos reféns em Israel