Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

De Telavive a Jerusalém: Reações à decisão de Trump

De Telavive a Jerusalém: Reações à decisão de Trump
Tamanho do texto Aa Aa

Os habitantes de Jerusalém Oriental reagem às notícias sobre a mudança da embaixada dos EUA de Telavive para Jerusalém, ou seja, ao reconhecimento, por parte de Donald Trump de que esta cidade é a capital de Israel, situação não reconhecida pela maior parte da comunidade internacional.

"Os palestinianos e a maior parte do povo de Jerusalém recusa-se a reconhecer a decisão do presidente americano de que esta cidade é a capital de Israel. Ele não tem esse direito, é totalmente inaceitável", adianta um residente.

Uma decisão que terá consequências até porque a cidade é de culto para diferentes religiões.

"Jerusalém é muito problemática. É importante para os judeus, é importante para os cristãos, é importante para os palestinianos e para os muçulmanos, portanto, é muito difícil, simplesmente, do nada alguém de fora, dos EUA, tomar a decisão de reconhecê-la como capital de Israel, não lhe cabe a si decidir, não é ele que tem de fazer essa declaração", adianta um comerciante local.