Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Transparência Internacional alerta para a corrupção na Hungria

Transparência Internacional alerta para a corrupção na Hungria
Tamanho do texto Aa Aa

A organização não-governamental (ONG) Transparência Internacional alerta para o aumento da corrupção na Hungria.

Em jeito de antecipação do Dia Internacional Contra a Corrupção, que se celebra este sábado, a organização aponta para a ligação entre este fenómeno e a deterioração do Estado de Direito sob a liderança do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán.

"A nossa opinião é de que atualmente os fundos da União Europeia são regularmente distribuídos de forma parcial na Hungria. A maioria dos projetos é muito cara e os fundos são frequentemente desperdiçados em objetivos injustificados", começou por referir Jozsef Péter Martin, diretor executivo da divisão húngara desta ONG.

O responsável húngaro foi mais longe nas palavras e falou em alegados desvios de fundos: "Não é exagerado dizer que, neste ciclo financeiro, centenas de milhões de euros de dinheiro comunitário entraram em bolsos que não deviam entrar."

A ameaça de uma corrupção sistémica a afetar as verbas da União Europeia é mais uma forma de pressão sobre o governo húngaro. Já em novembro, antigos funcionários de topo da Comissão Europeia escreveram uma carta aberta ao atual presidente, Jean-Claude Juncker, para este cortar os fundos comunitários à Hungria.

Além dos problemas em torno da corrupção, o executivo de Viktor Orban tem sido uma das maiores dores de cabeça para Juncker no que toca às suas restrições à imigração.