Última hora

Última hora

O regresso à Terra dos "veteranos" da ISS

Em leitura:

O regresso à Terra dos "veteranos" da ISS

O regresso à Terra dos "veteranos" da ISS
@ Copyright :
Fotografia: (NASA/Bill Ingalls)
Tamanho do texto Aa Aa

Quatro meses de missão orbital terminaram esta quinta-feira sobre a estepe do Cazaquistão. Os três tripulantes da Estação Espacial Internacional (ISS na sigla em inglês) regressaram à terra sãos e salvos a bordo da cápsula Soyouz MS-05.

Uma aterragem registada às 14h37 locais que está longe de ser uma novidade para o norte-americano Randy Bresnik, o russo Serguey Ryanzanskiy ou o italiano Paolo Nespoli, todos veteranos e repetentes de missões espaciais.

Nespoli, de 60 anos de idade, cumpre assim a sua terceira viagem depois de 139 dias em órbita marcados por várias experiências nas áreas da biologia, biotecnologia e ciências naturais e vários artigos escritos no espaço para a enciclopédia colaborativa Wikipedia.

Com 313 dias de missão, Nespoli aproxima-se do recorde de 350 dias no espaço do astronauta alemão Thomas Reiter.

No domingo, três novos tripulantes deverão partir de Baikonur para uma nova missão na ISS, juntando-se ao russo Alexandre Missourkine e aos americanos Mark Vande Hei e Joseph Acaba que se encontram em órbita desde Setembro.

O regresso à terra do "trio orbital" conclui a 51a viagem de um foguetão Soyouz, que soma mais de 94 milhões de quilómetros de idas e voltas entre a Terra e a Estação Espacial Internacional.