This content is not available in your region

Globos de Ouro ensombrados por escândalos

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira
euronews_icons_loading
Globos de Ouro ensombrados por escândalos

Não será uma noite como tantas outras, esta de entrega dos Globos de Ouro, em Los Angeles, já que ela é ensombrada pelos escândalos de assédio sexual que recaem sobre vários atores, realizadores, produtores. E estes casos serão, certamente, trazidos para as luzes da ribalta, durante a entrega dos prémios atribuídos pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood:

"É o momento certo, no lugar certo. Será apenas um dia de solidariedade entre todos - homens e mulheres da nossa indústria e por todo o país", frisou a atriz Laurie Metcalf.

"Na verdade, estou feliz e orgulhosa dessas mulheres. Estava na altura. É o momento delas. Elas guardavam isto desde sempre, Deus sabe há quanto tempo. E agora estão a falar e a libertar-se", disse Mary J. Blige, atriz e cantora.

"Fiquei impressionado quando li a notícia do New York Times sobre o que a Salma Hayek disse a propósito do assédio sexual do produtor de "Frida", Harvey Weinstein, que ele negou. Conheço muito bem a Salma. Adoro-a. Se eu soubesse disto antes, sobre Harvey Weinstein, em vez de bater-lhe, tinha-o matado", afirmou o ator Peter Fonda.

À margem destas polémicas esta continua a ser noite de consagração para muitos. Lideram as nomeações, na categoria de cinema "The shape of water", do realizador mexicano Guillermo del Toro, e, na de televisão a minissérie "Big little lies", de David E. Kelly, produzida pela HBO.