Última hora

Última hora

A escalada sem limites de Lai Chi-Wai

Em leitura:

A escalada sem limites de Lai Chi-Wai

Lai Chi-Wai conquistou o Lion Rock, uma montanha com 495 metros de altura
@ Copyright :
Wong Wai-kin/Handout via Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

Um acidente de automóvel há sete anos retirou ao escalador profissional Lai Chi-Wai a capacidade de andar. Contudo, a paixão do atleta de Hong Kong pela escalada não desapareceu. E nem uma cadeira de rodas foi um obstáculo para continuar escalar os seus sonhos.

Aos 35 anos, Lai Chi-Wai tornou-se o primeiro desportista de origem chinesa a ser nomeado para os prestigiados Prémios Laureus, na categoria de melhor momento desportivo do mês. A nomeação chegou depois de ter vencido a montanha Lion Rock, em Hong Kong, com 495 metros de altura, mesmo estando paralisado da cintura para baixo.

"Para mim, subir ao topo significava cumprir um sonho e significava que eu poderia mostrar aos meus amigos e fãs que superei um dos pontos mais baixos da vida: mesmo que eu esteja numa cadeira de rodas eu posso colocar-me à prova noutros desportos e ainda ser capaz de fazer o que mais amo", disse o atleta à Reuters.

Com efeito, o escalador chegou a testar as suas capacidades numa cadeira de rodas noutras modalidades, nomeadamente, boxe, esgrima e ténis de mesa. Porém, o antigo tetracampeão asiático de escalada voltaria ao seu 'primeiro amor'.

A vitória nos Prémios Laureus acabou por fugir, mas para Lai Chi-Wai o mais importante já estava feito: realizar um sonho pessoal e poder inspirar outras pessoas com deficiências a não desistirem de lutar.