Papa Francisco contra notícias falsas

Papa Francisco contra notícias falsas
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Na audiência geral no Vaticano, o Papa condenou as notícias falsas e lembrou que o jornalismo é uma missão.

PUBLICIDADE

As notícias falsas têm um novo inimigo: O Papa Francisco. Na audiência geral na Praça de São Pedro, em Roma, o Papa condenou todos aqueles que fazem circular notícias que não correspondem a factos comprovados, com o objetivo de denegrir alguém. O termo fake news popularizou-se com a campanha de Donald Trump, a propósito de informações postas a circular nas redes sociais. O termo seria depois usado pelo próprio Trump contra os principais canais de informação americanos.

"É pelos frutos que reconhecemos a veracidade das afirmações. Quando provocam querelas, fomentam a divisão ou, pelo contrário, promovem uma reflexão madura, que leva a um diálogo construtivo e frutífero. Os jornalistas têm uma missão de peso que é fornecer informação. São os protetores das notícias. No mundo de hoje, não é apenas uma profissão, é uma missão. Informar os outros significa formá-los, estar em contacto com a vida das pessoas", disse o Papa.

O Papa Francisco regressou agora de uma viagem ao Chile e ao Peru, onde alertou para a situação da população da Amazónia e para a corrupção na América Latina. No entanto, sofreu críticas por não condenar um bispo acusado de ter escondido casos de pedofilia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Gigantes da internet podem ser ameaça à democracia

"Uma verdadeira desgraça e uma aberração"

Igreja Católica abre a porta papéis de responsabilidade para as mulheres