EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Putin questiona utilidade da "lista negra"

Putin questiona utilidade da "lista negra"
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A "lista Putin" divulgada por Washington inclui 114 políticos e 96 oligarcas próximos do chefe de Estado russo

PUBLICIDADE

O chefe de Estado russo critica a chamada "lista Putin" divulgada pelos Estados Unidos e questiona a utilidade do documento.

"Cidadãos anónimos, trabalhadores e todo um conjunto de indústrias estão na retaguarda destas empresas. Por isso, na prática 146 milhões de pessoas foram postas nesta lista. Não entendo qual é o objetivo de tudo isto" afirma.

De olhos postos nas presidenciais e perante uma plateia de apoiantes, em Moscovo, Vladimir Putin adotou um discurso apaziguador.

"Não temos qualquer interesse em acabar com as relações com os Estados Unidos, bem pelo contrário, queremos desenvolvê-las e acredito que este é um interesse partilhado pelos cidadãos russos e pelos norte-americanos. Afinal de contas, penso que todos se sentem aliviados se virem que as duas maiores potências nucleares estão a desenvolver as relações com base no respeito mútuo" acrescenta Putin.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tribunal russo ordena prisão da viúva de Alexei Navalny

Primeiro-ministro da Índia critica invasão russa à Ucrânia durante encontro com Putin

Tribunal Penal Internacional emite mandado de captura contra altos funcionários russos