Última hora

Última hora

Ainda há 47 atletas russos a sonhar competir em PyeongChang2018

Em leitura:

Ainda há 47 atletas russos a sonhar competir em PyeongChang2018

Esta imagem de há 4 anos em Sochi contrasta com a realidade atual
@ Copyright :
REUTERS/Issei Kato/ Arquivo
Tamanho do texto Aa Aa

Está prevista para o meio-dia, hora local em PyeongChang (03:00, hora de Lisboa), a decisão da divisão "ad hoc" do Tribunal Arbitral do Desporto sobre o recurso de 47 atletas russos ao impedimento por parte do Comité Olímpico Internacional de participarem nos Jogos Olímpicos de inverno, que arrancam esta sexta-feira na Coreia do Sul.

O secretário-geral do TAS explicou que "as audiências eram para ter começado quarta-feira, mas tiveram de ser adiadas para que um segundo caso pudesse ser adicionado ao processo."

Matthieu Reeb espera que "ambas as partes estejam satisfeitas porque as regras foram cumpridas" na análise destes recursos.

O segundo caso referido por Reeb foi o recurso apresentado por mais 15 atletas russos, que se juntaram a outros 32 compatriotas, que reclamam da alegada injustiça do COI em não lhes ter permitido competir em PyongChang -- alguns deles são campeões olímpicos.

Os 47 atletas russos que recorreram do impedimento do COI em serem convocados para PyeongChang não viram o nome implicado no escândalo de doping espoletado pelo famoso relatório McLaren, mas o COI garante haver suspeitas e por isso não os incluiu na lista de atletas autorizados a competir enviada para o comité Olímpico da Rússia.

O treinador da equipa russa de Luge disse estar em PyeongChang para defender o bom nome dos atletas russos e disse ter sido "totalmente ouvido pelo painel do TAS". "Todos os documentos e argumentos foram aceites", revelou Albert Demchenko.

Dos cerca de 500 atletas propostos pela Rússia para estas Olimpíadas de inverno, o COI apenas autorizou a convocatória de 169, e para competirem sob bandeira neutra, devido ao escândalo de doping que afeta o desporto russo desde a publicação do chamado relatório McLaren.

Com os Jogos de PyeongChang a horas da abertura oficial, ainda há cerca de meia centena de atletas russos a sonhar em poder entrar nesta competição olímpica mesmo que em representação da equipa neutra dos "Atletas Olímpicos oriundos da Rússia."