Grande coligação alemã já tem acordo

Access to the comments Comentários
De  Ana Serapicos
Grande coligação alemã já tem acordo
Direitos de autor  Reuters

Há finalmente um acordo em terras alemãs. Meses depois, Angela Merkel e Martin Schulz chegam a um consenso. A notícia foi avançada há momentos pela imprensa.

Os dois líderes reuniram-se esta terça-feira para chegarem a acordo e não saíram da sede de Merkel antes que o fizessem. A reunião durou noite adentro e já o sol nascia quando se chegou a um consenso.

Merkel e o SPD (Partido Social Democrata) não conseguiam concordar em temas como o sistema de saúde e o sistema de trabalho, temas que acabaram por deixar de estar em águas turvas.

Estas medidas vão agora a votos. Os militantes do Partido Social Demcorata decidem dentro de semanas qual o destino do que foi acordado pelos dois partidos.

Segundo o acordo entre CDU-CSU e o SPD, os sociais-democratas ficam com as pastas dos Negócios Estrangeiros - que provavelmente irá para Martin Schulz - das Finanças e do Trabalho. A CSU, parceira histórica da CDU, recebe o ministério da Administração Interna.

Em conferência de imprensa, ao lado de Schulz e de Horst Seehofer (CSU), Merkel reconheceu que as "negociações foram difíceis", mas que a Alemanha terá "um governo estável". Já Schulz agradeceu os "difíceis" compromissos assumidos pela CDU, prometeu trabalhar em conjunto com a França para "fortalecer" a União Europeia e adiantou que o acordo de coligação no que respeita à Europa vai "mudar o rumo" do bloco europeu, com a Alemanha a assumir um papel de liderança.