Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Trump sanciona memorando Democrata

Trump sanciona memorando Democrata
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Donald Trump bloqueou, invocando razões de "segurança nacional", a divulgação de um documento redigido pela Casa dos Representantes Democratas no qual se refutam as acusações de abuso de poder do FBI e do Departamento de Justiça no que diz respeito à alegada interferência da Rússia nas presidenciais de 2016.

Numa mensagem enviada ao presidente da Comissão de Serviços Secretos da Câmara dos Representantes, Don McGahn, conselheiro jurídico da Casa Branca, justifica a decisão do chefe de Estado norte-americano dizendo que o memorando dos democratas "contém muitas passagens classificadas como secretas e particularmente sensíveis".

Os democratas exigiram que o documento fosse tornado público depois dos republicanos terem divulgado um outro, com o aval da Casa Branca, que levou Trump a dizer que este prova que "não houve conluio nem obstrução" à investigação judicial, nesta matéria.

A decisão de permitir a publicação do texto republicano aconteceu contrariando as advertências do FBI e do Departamento de Justiça. O documento, baseado em informação secreta, concluiu que o FBI abusou dos seus poderes na investigação à alegada interferência da Rússia nas presidenciais.