Última hora

Última hora

Alemanha e França condenam "ingerência russa"

Em leitura:

Alemanha e França condenam "ingerência russa"

Alemanha e França condenam "ingerência russa"
@ Copyright :
Ludovic Marin/Pool
Tamanho do texto Aa Aa

O eixo franco-alemão condena e estuda a resposta apropriada a dar ao atentado com um agente neurológico em solo britânico. Na visita de Angela Merkel a Paris, tanto a chanceler como o presidente Emmanuel Macron insurgiram-se contra o que dizem ser a ingerência russa.

"Nós condenamos esta ingerência russa e o que se passou, porque tudo leva a crer que foi de facto a Rússia que conduziu esta tentativa de assassinato", declaro o anfitrião Macron.

"São muitas as pessoas que pensam que a Rússia é culpada e acho muito bem o facto de o governo britânico ter colocado este problema no plano internacional para que exista o máximo de transparência, é uma situação extremamente difícil", explicou Angela Merkel.

Já com uma reposta comum também a ser preparada ao nível europeu, Merkel e Macron lançam-se no aprofundamento do que dizem ser a refundação da União Europeia com a elaboração de um roteiro ambicioso de reformas em múltiplos setores, em particular na união económica e monetária, na imigração e na Defesa, para além do comércio e da investigação e ensino.

O plano vai ser apresentado aos restantes Estados-membros na cimeira da próxima semana.