Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Telma Monteiro é ouro no Grand Slam de Ekaterinburg

Telma Monteiro é ouro no Grand Slam de Ekaterinburg
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No primeiro dia do Grand Slam de Ekaterinburg, na Rússia, o nosso homem que se destacou foi o japonês Abe Hifumi. O atual campeão mundial na categoria de -66kg trilhou o seu caminho até à final com algum judo de ataque mostrando a sua imagem de marca

Os quartos-de-final foram espetaculares, com um tsuri komi goshi contra Isaev, da Rússia, acompanhado por um, perfeitamente controlado, seoi nage, contra Minkou da Bielorrússia na semifinal.

Na final, voltou a usar a mesma técnica para garantir, à tangente, uma vitória sobre Shamilov, o preferido da multidão que assistia ao evento. Deixamos aqui o seu testemunho no final do dia de grandes emoções:

"Eu estava ciente de que o meu oponente russo, da final, era muito forte. E eu sabia que ele esteve atento ao mim quando me tornei campeão mundial, no ano passado. Mas eu estava preparado para superá-lo, e fazer isso dá-me muita confiança para o próximo ano", frisou Abe Hifumi.

A judoca do dia, e como não podia deixar de ser, foi a portuguesa Telma Monteiro. A atleta lusa é famosa pela sua rápida movimentação e foi isso que demonstrou no seu caminho até a final. Lá encontraria Lien de Taipé. Depois de impor-se com um tomoe nage para waza ari, respondeu a uma tentativa desesperada da adversária para voltar ao jogo, ganhando um segundo waza ari e conquistando a medalha de ouro. Trata-se do seu quinto título no Grand Slam. E incrivelmente, a primeira vitória mundial desde 2015.

"Estou muito feliz. Sinto-me maravilhosa, como já disse, comecei a competir nas Olimpíadas, após o último verão mas desde esse momento não sentia que estava a dar o meu melhor. E hoje senti que era a verdadeira Telma a lutar, novamente, e não queria desperdiçar as minhas capacidades. Não queria perder esse sentimento e estou feliz de poder dar tudo no tapete", afirmou Telma Monteiro.

Em outros lugares, Tsogtbaatar Tsend Ochir, da Mongólia, ficou extasiado quando arrebatou o ouro nos -73 kg.

Natalia Kuziutina emocionou a multidão na categoria -52kg. A russa venceu, na final, a brasileira Erika Miranda. Na mesma categoria outra brasileira Jessica Pereira foi derrotada pela sua compatriota mas, ainda assim conseguiu subir ao pódio e receber a medalha de bronze.

A medalha de ouro na categoria -48 kg foi presenteada por Pavel Krekov, vice-governador da região japonesa de Sverdlovsk, a Hiromi Endo, também do Japão.

E, finalmente, o nosso movimento do dia foi o incrível Ko Soto Gari, de Abdulzhalilov, da Rússia, na corrida para a medalha de bronze dos -66kg. O judoca foi protagonista de um movimento muito simples, mas perfeito.