Última hora

Última hora

Deputada e heroína detida no parlamento por conspiração terrorista

Em leitura:

Deputada e heroína detida no parlamento por conspiração terrorista

Deputada e heroína detida no parlamento por conspiração terrorista
@ Copyright :
REUTERS/Valentyn Ogirenko
Tamanho do texto Aa Aa

De prisioneira de guerra, herói nacional a alegada terrorista. Os serviços de segurança de Estado da Ucrânia detiveram Nadiya Savchenko, deputada e aviadora militar, acusada de preparar um ataque terrorista contra o parlamento da qual passou a fazer parte depois de ter regressado de uma prisão russa como heroína.

Savchenko foi detida esta quinta-feira no parlamento depois dos colegas deputados terem votado a favor de lhe retirar a imunidade.

A Procuradoria-Geral acusa-a de planear um golpe de estado através de ataques terroristas com recurso armas fornecidas por separatistas pró russos do leste do país.

A procuradoria diz que a conspiração envolvia também o chefe dos negociadores de troca de prisioneiros, Volodymyr Ruban, detido a nove de março num posto de controlo na região de Donbass.

Savchenko, uma destacada crítica das autoridades não nega as alegações, sublinha que agentes disfarçados queriam convencê-la a agir contra o Estado e que sua intenção era expô-los.

Única mulher capaz de pilotar bombardeiros Sukhoi s-24 na Ucrânia, Nadiya Viktorivna Savchenko foi capturada por rebeldes pró russos em 2014 e depois libertada numa troca de prisioneiros.

Apelidada como a "Joana d'Arc" ucraniana, por fazer greve de fome e mostrar o "dedo" aos juízes russos, foi recebida pelo presidente que de imediato atribuiu o estatuto de herói nacional após a sua libertação.