Última hora

Última hora

Cuba desmente unificação monetária

Em leitura:

Cuba desmente unificação monetária

Cuba desmente unificação monetária
Tamanho do texto Aa Aa

Havana desmente o rumor sobre uma iminente unificação monetária.

O Banco Central de Cuba pediu tranquilidade após a circulação de rumores falsos de que uma das duas moedas que circulam no país seria retirada de imediato, o que provocou uma grande corrida aos bancos.

Na ilha das Caraíbas circulam o peso cubano (CUP), moeda de pagamento dos salários dos funcionários públicos, e o CUC, a divisa forte e com paridade com o dólar norte-americano.

Em comunicado, divulgado na televisão estatal, o Banco Central garantiu que "são falsas as informações de que o CUC será retirado de circulação, nos próximos dias, como parte do processo de unificação monetária".

O Banco de Cuba garantiu que as duas moedas continuam em circulação até que seja anunciada, oficialmente a retirada do CUC.

Esta é uma das principais reformas pendentes em Cuba e que vem sendo trabalhada pelo Executivo de Raul Castro desde 2013.

No final do ano passado, o presidente pediu agilidade no processo e classificou a unificação monetária como "o processo mais determinante" das reformas económicas implementadas durante o seu mandato.