Última hora
This content is not available in your region

John Isner faz história no Open de Miami

John Isner faz história no Open de Miami
Direitos de autor  Geoff Burke-USA TODAY Sports
Tamanho do texto Aa Aa

"Uma vitória de loucos" - foi assim que o norte-americano John Isner sentiu o triunfo absoluto no Open de Miami naquela que foi a última final do torneio em Key Biscaine.

No próximo ano a prova muda-se para o norte da cidade.

No sol da Florida, Isner tornou-se no primeiro norte-americano vencer o torneio depois de Andy Roddick em 2010.

Para os livros de história ficam três sets frente ao alemão Alexander Zverev.

E foram energias renovadas para o americano depois de ter perdido a primeira partida com um "tie break" a favor do germânico, agora o número quatro do mundo.

O nono tenista do ranking ATP diz ter terminado exausto o desempate mas regressou ao corte com uma determinação que lhe valeu um triunfo por 6-4.

Um momento amargo para o germânico que castigou a raqueta no piso rápido de Crandon Park.

A deceção de uns é a gloria de outros, aos 32 anos, Isner manteve o ritmo no último set e clamou a coroa de louros perante o seu público.

"Incrível! Este torneio tem tanta história, nunca imaginei estar a jogar o último desafio de singulares neste local histórico e tornar-me no vencedor. Ser o último vencedor aqui em Crandon Park, é fantástico", confessou Isner no final da partida.

Um domingo de Páscoa especial para Isner.