Polónia infringiu lei europeia na floresta de Bialowieza

Polónia infringiu lei europeia na floresta de Bialowieza
Direitos de autor Thomson Reuters Foundation/Marcello Rossi
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Para o Tribunal de Justiça da União Europeia, a exploração madeireira levou ao desaparecimento de parte desta área protegida e declarada Património Mundial pela UNESCO

PUBLICIDADE

A Polónia infringiu a legislação europeia sobre a proteção da fauna e da flora ao explorar a floresta de Bialowieza.

Segundo o Tribunal de Justiça da União Europeia, a exploração madeireira levou ao desaparecimento de parte desta área protegida e declarada Património Mundial pela UNESCO, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

A floresta de Bialowieza localiza-se na fronteira entre a Polónia e a Bielorrússia, tem uma extensão de mais de 150 mil hectares, constitui um ecossistema que permanece intocado há dez mil anos, e serve de lar a cerca de 20 mil espécies de animais como, por exemplo, o bisonte europeu.

Em novembro de 2017, o tribunal com sede no Luxemburgo já tinha ameaçado o governo nacionalista polaco de uma multa de pelo menos 100.000 euros diários caso não cessasse, de imediato o abate de árvores em Boalowieza.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Grupo dos Verdes defende pacto ecologista que traga mais justiça social aos europeus

Beber água da chuva: Seguro ou perigoso?

Retoma do turismo debate-se com apelos à sustentabilidade