Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Morreu Barbara Bush

Barbara Bush
Barbara Bush -
Direitos de autor
REUTERS/Jason Reed/Arquivo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A família chamava-lhe a raposa prateada, mais pelo seu espírito muito aguçado, do que pelo cabelo branco. Ela dizia que gostava de ser olhada como "A avó".

Nas últimas semanas soube-se que a antiga primeira dama lutava contra uma doença pulmonar agravada com problemas cardíacos. Estava já a receber cuidados paliativos.

Deixa um vasto trabalho pela literacia nos Estados Unidos, a sua principal causa enquanto primeira dama.

"Vai ser lembrada pela forte devoção ao país e à família", disse já Donald Trump, num comunicado conjunto com a sua mulher, Melania.

Também Bill Clinton e o casal Obama lamentaram a morte de Bárbara Bush. Um exemplo de honestidade, humildade e decência, dizem.

George W. Bush já veio dizer da mãe: manteve-nos com os pés na terra e a sorrir até ao final.

Como primeira-dama dos Estados Unidos, entre 1989 3e 1993, Barbara Bush tornou-se rapidamente uma figura popular. Foi casada com George Bush durante 73 anos, com quem teve 6 filhos.