Última hora

Última hora

Mais de 50 mortos e milhares de feridos após confrontos entre palestinianos e exército israelita

Em leitura:

Mais de 50 mortos e milhares de feridos após confrontos entre palestinianos e exército israelita

Mais de 50 mortos e milhares de feridos após confrontos entre palestinianos e exército israelita
Tamanho do texto Aa Aa

Enquanto uns festejavam...outros fugiam dos bombardeamentos.

Mais de meia centena de pessoas morreram em confrontos entre palestinianos e soldados israelitas na Faixa de Gaza ao longo da fronteira com Israel. O Ministério da Saúde palestiniano fala ainda em 2.400 feridos e adianta que muitas das vítimas mortais não foram ainda identificadas.

A equipa de reportagem da euronews acompanhou os protestos dos palestinianos contra a inauguração da embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém.

Um manifestante entrevistado pela euronews garante que "viemos aqui de forma pacífica e sem armas, com as mãos vazias. O mundo inteiro vê as armas, os tanques e os rockets que eles têm. Eles sabem que nós somos os donos desta terra e, é por isso, que se esconde a trás de tanto armamento. Têm medo, nós somos os donos desta terra". Outra manifestante lembra que "em 1948, Israel ocupou esta terra depois de vários massacres contra os palestinianos, que se tornaram refugiados. A lei internacional garantiu aos refugiados o direto de voltar e ninguém tem o direito de os impedir".

Depois de um dia sangrento, por volta das 18h locais, 16h00 em Lisboa, o movimento radical palestiniano Hamas pediu aos manifestantes para se afastar da vedação e acabar com os protestos.