Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Greve geral e luto marcam 'Dia da Catástrofe' em Ramallah

Greve geral e luto marcam 'Dia da Catástrofe' em Ramallah
Direitos de autor
REUTERS/Mohamad Torokman
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O som da sirene que ecoa em Ramallah marca os 70 anos do Dia Nakba, o dia da catástrofe para os palestinianos com a criação do estado de Israel, em 1948.

Um dia depois dos confrontos mais sangrentos em Gaza desde 2014, que fizeram já 60 mortos e quase 3000 feridos, os palestinianos cumpriram esta terça-feira um dia de greve geral e de dor em Gaza e na Cisjordânia para chorar as vítimas.

Apesar de estarem previstas novas manifestações e mais protestos contra Israel, a afluência deve ser menor devido aos muitos funerais no território.

Entre os mortos destes confrontos está um bebé de apenas oito meses. Laila Al Ghandour não resistiu à inalação de gás lacrimogéneo lançado pelas forças israelitas nos protestos em Gaza e acabou por perder a vida.

Israel está agora sob fogo cerrado da comunidade internacional por causa do uso excessivo de força contra manifestantes não armados na faixa de Gaza.