Última hora

Última hora

"Palma de Ouro" para Hirokazu Kore-eda

Em leitura:

"Palma de Ouro" para Hirokazu Kore-eda

"Palma de Ouro" para Hirokazu Kore-eda
Tamanho do texto Aa Aa

"Shoplifters", do realizador japonês Hirokazu Kore-eda, venceu a Palma de Ouro da 71.ª edição do Festival de Cinema de Cannes.

Um filme sobre um pequeno ladrão que, depois de ver cicatrizes de abuso numa menina, a leva para casa e com a família decidem e criá-la.

A cerimónia foi marcada pelo discurso contundente de Asia Argento que revelou ter sido violada por Harvey Weinstein em Cannes.

"Em 1997 fui violada por Harvey Weinstein aqui, em Cannes. Eu tinha 21 anos de idade. Este festival foi o seu local de caça. Eu quero fazer uma previsão: Harvey Weinstein nunca será bem recebido aqui, nunca mais," afirmou Asia Argento.

A cazaque Samal Yeslyamova recebeu o prémio de melhor atriz pelo seu papel como uma refugiada quirguiz que é levada até ao limite para sobreviver, em Ayka, do realizador russo Sergey Dvortsevoy.

O prémio de melhor ator foi para o italiano Marcello Fonte pelo seu desempenho em "Dogman" do realizador Matteo Garrone.

O Grande Prémio foi para "BlacKkKlansman" do norte-americano Spike Lee.

"Recebo isto em nome do povo da República de Brooklyn, Nova Iorque," declarou Spike Lee no momento de receber o prémio.

De recordar que 2018 foi um bom ano para os filmes com assinatura portuguesa. "Chuva é Cantoria na Aldeia dos Mortos", de João Salaviza e Renée Nader Messora, e "Diamantino", de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, também foram premiados.