Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Eurodeputados aguardam audição de Zuckerberg

Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente executivo da rede social Facebook, Mark Zuckerberg, comparece esta terça-feira no Parlamento Europeu em Bruxelas para prestar esclarecimentos sobre o escândalo Cambridge Analytica e a utilização indevida de dados da plataforma.

"O Facebook enganou a Comissão Europeia"

Pascoe Sabido Investigador, Observatório Corporativo Europeu

O eurodeputado belga e líder dos Verdes no Parlamento Europeu explica o que pretende obter de Zuckerberg.

"Quero saber o que é que ele vai fazer para mudar o modelo de negócio do Facebook a fim de evitar que os abusos se repitam no futuro", afirma Philippe Lamberts.

Zuckerberg no PE esta terça-feira

Esta terça-feira, Zuckerberg vai falar perante o presidente do Parlamento Europeu e os líderes dos diferentes grupos políticos. O encontro será igualmente transmitido ao vivo pela internet. Mas nem todos estão convencidos sobre as verdadeiras intenções de Mark Zuckerberg.

"O Facebook enganou a Comissão Europeia e mesmo assim, apesar de todos estes escândalos, insiste em apresentar-se como um parceiro de confiança. Uma espécie de gigante digital benigno que nos vai abrir as portas do futuro ajudando a construir uma economia digital em vez de prosseguir uma política corporativa de maximização dos lucros sacrificando tudo para recolher e vender os nossos dados", adianta o investigador do Observatório Corporativo Europeu, Pascoe Sabido.

No entanto, a recolha não autorizada de dados é apenas uma parte do problema. A questão da privacidade digital coloca outros desafios.

"A maior parte das pessoas não se apercebe mas o Facebook recolhe informações mesmo quando a pessoa não está na rede e independente de se ser ou não utilizador do Facebook. Eles recolhem informações sobre outros sites visitados. Tudo isto acontece de forma independente, mesmo quando não estamos a utilizar a rede social", diz Brendan Van Alsenoy, perito legal da Comissão belga sobre privacidade.

No início de abril Mark Zuckerberg compareceu perante uma audição pública no congresso norte-americano. Zuckerberg foi chamado a depor devido à utilização indevida de dados dos utilizadores do Facebook por parte de uma empresa de consultoria em comunicação política, cambrdge Analytica.

A audiência com Zuckerberg tem lugar a escassos dias da entrada em vigor do Regulamento Geral de Proteção de Dados, RGPD.