EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Protesto contra primeiro-ministro é bloqueado pela polícia

Ativistas pela democracia não confiam em Prayut Chan-o-cha
Ativistas pela democracia não confiam em Prayut Chan-o-cha
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ativistas exigem eleições ainda este ano, mas Prayut Chan-o-cha apenas admite abrir as urnas em fevereiro

PUBLICIDADE

Centenas de manifestantes antigoverno concentraram-se em Banguecoque para uma marcha de protesto contra o primeiro-ministro interino da Tailândia e para exigir novas eleições a realizar ainda este ano.

No quarto aniversário do golpe de estado que promoveu Prayut Chan-o-cha à liderança do executivo, a marcha dos ativistas rumo à sede do Governo foi bloqueada pela polícia.

Os ativistas garantiram tratar-se de um protesto pacífico e tentaram negociar a passagem da manifestação. Sem sucesso.

Pelo menos oito manifestantes pró democracia acabaram detidos.

O primeiro-ministro reiterou, entretanto, que irá marcar as eleições para o início do próximo ano, apontando fevereiro como o mês para abrir o país às urnas.

Os manifestantes não confiam em Pryut Chan-o-cha, marcharam exibindo uma caricatura misturando as faces do primeiro-ministro com a do pinóquio e exigiram a realização de eleições até novembro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ex-primeira-ministra da Tailândia não comparece em Tribunal

Tailândia enfrenta problemas com macacos urbanos

Ex-primeiro-ministro regressa à Tailândia após 15 anos de autoexílio e é detido