A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Ex-primeira-ministra da Tailândia não comparece em Tribunal

Ex-primeira-ministra da Tailândia não comparece em Tribunal
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A ex-primeira-ministra da Tailândia, Yingluck Shinawatra não compareceu à leitura da sentença em tribunal alegando estar doente.
O Supremo Tribunal do país adiou a audiência para o dia 27 de setembro e emitiu uma ordem de prisão – já que o que advogado da antiga primeira-ministra não apresentou nenhum documento que comprovasse o seu estado de saúde. Segundo fontes próximas a antiga governante já terá abandonado o país.

Está acusada de negligência num processo de atribuição de subsídios aos produtores de arroz que terá fomentado a corrupção e provocado enormes perdas financeiras. Centenas de seguidores concentraram-se nos arredores do tribunal, numa demonstração de apoio à ex-governante, apesar das fortes medidas de segurança. Yingluck afirma que é inocente diz-se vítima de um jogo político. Se for considerada culpada, pode enfrentar uma pena de 10 anos de prisão.