Mais de 600 migrantes à espera de decisão de Itália ou Malta para desembarcar

Mais de 600 migrantes à espera de decisão de Itália ou Malta para desembarcar
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Correspondente da Euronews testemunhou o impasse

PUBLICIDADE

O navio Aquarius, da organização não-governamental SOS Mediterranée, continua a aguardar "instruções definitivas" das autoridades italianas ou maltesas para saber a que porto de dirigir para desembarcar.

Em causa está uma decisão de Matteo Salvini, o ministro italiano com a pasta do Interior.

A SOS Mediterrannée fez saber através do Twitter que continuam a bordo 629 migrantes resgatados no Mediterrâneo tal como constatou a correspondente da Euronews, Anelise Borges, na embarcação.

O novo Governo italiano não autoriza o Aquarius a ancorar no país. De acordo com os meios de comunicação italianos, Salvini enviou uma carta às autoridades maltesas a dizer que a obrigação de desembarcar os migrantes não compete aos italianos porque o navio se encontra a 43 milhas náuticas de Malta.

Segundo o diário Malta Today, um porta-voz do Governo maltês disse que Malta não é a autoridade coordenadora e não tem competência no caso."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Guarda costeira da Líbia resgata quase mil migrantes num só dia

600 migrantes aguardam desembarque

Morreu o estilista Roberto Cavalli aos 83 anos