EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Trump e Kim Jong-un a caminho do futuro

Trump e Kim Jong-un a caminho do futuro
Direitos de autor REUTERS/Jonathan Ernst
Direitos de autor REUTERS/Jonathan Ernst
De  Nara Madeira
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A cimeira entre os líderes dos EUA e da Coreia do Norte aconteceu. Os progressos não foram muitos. Entre crença e ceticismo as questões que se colocam são muitas.

PUBLICIDADE

O encontro entre Donald Trump e Kim Jong-un resultou num "grande progresso", foi pelo menos isso que afirmou o presidente dos EUA depois da cimeira histórica com o líder norte-coreano, de terça-feira.

Mas sem sinais claros de como ou quando a desnuclearização da Coreia do Norte vai começar muitos são cautelosos em falar de sucesso:

"Foi um bom começo, a jornada ainda é longa, há muito trabalho a ser feito. Este foi apenas o começo da negociação, que poderá abranger questões muito complexas e difíceis entre Estados Unidos e Coreia do Norte, e que incluirá muitas das maiores potências desta região do mundo", explica Peter Brooks, especialista em questões de Segurança Nacional na Heritage Foundation.

Como prova de boa-fé os EUA cancelaram os exercícios militares anuais com a Coreia do Sul, uma concessão significativa, que surpreendeu:

"Vamos anular os exercícios de guerra, o que nos poupará muito dinheiro, até nos darmos conta de que a futura negociação não está a seguir o caminho que devia, mas estaremos a economizar uma quantia de dinheiro importante, até porque acho que eles são uma provocação", afirmou Trump.

Ceticismo ou crença o importante é que o primeiro passo foi dado. Ambas as partes prometem trabalhar juntas uma solução. Os EUA querem a desnuclearização da Coreia do Norte, isso é claro, mas para se chegar aí é preciso limpar o terreno e esperar que as divergências se dissipem o que não acontecerá do dia para a noite. Para já, ambos os líderes trocaram convites de visita aos respetivos países.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Coreia do Norte devolve aos EUA restos mortais dos soldados americanos mortos na Guerra coreana

Trump e Kim Jong-Un assinam acordo que prevê desnuclearização

Kim Jong-un mostra armas ao ministro da Defesa da Rússia